BAÚ DO TABU

A casa da livre palavra

Para um dia áspero, um vídeo de comover: a difícil arte da maternidade — para os passarinhos também

Ober un evezhiadenn

A fêmea do passarinho tordo-comum: ninho vazio

A fêmea do passarinho tordo-comum: ninho vazio

Publiquei isso em blog alheio. Trago para cá porque gosto muito

Ela pôs 4 ovinhos, cuidou, esquentou-os quando chovia, protegeu-os do frio e do vento, esperou que estourassem e deles nascessem seus filhotinhos.

Depois os alimentou, zelou por eles, admirou-se deles com o carinho de uma mãe por seus filhotinhos.

Até que eles se foram, crescidos que estavam, independentes e sadios.

Não se despediram, e a fêmea do tordo-comum ficou ali, com seu ninho vazio.

Sem moral, sem final feliz ou triste, nada de heróis nem vilões, essa é a história da maternidade – e da paternidade. Para essa passarinha, durou ao todo 4 semanas, filmadas na varanda de alguém.

Advertisements

Lezel ur respont

Fill in your details below or click an icon to log in:

Logo WordPress.com

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont WordPress.com Log Out / Kemmañ )

Skeudenn Twitter

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Twitter Log Out / Kemmañ )

Luc'hskeudenn Facebook

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Facebook Log Out / Kemmañ )

Google+ photo

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Google+ Log Out / Kemmañ )

War gevreañ ouzh %s